domingo, 20 de março de 2011

TROVAS DO MEU SENTIR…

Escuto a Saudade…
Que me contagia…
E chamo a vontade…
Da minha Leiria…
Por entre caminhos…
Onde me encontrei…
E bebi de vinhos…
Que não esquecerei…
Dos sonhos vividos…
De notas nascidas...
Em cantos perdidos…
Nas cordas sentidas…
Da vida, uma etapa…
Vestida de gala…
Guardada na capa…
Que ainda me embala…!

Alex M

1 comentário:

Clóvis Santana disse...

Bons seus textos... expressa bastante. Estou te seguindo, me siga também.
Abraços!!!!!!!!!!