quinta-feira, 14 de março de 2013

ÍNDOLE

Eu queria acordar-me na Alma...
Invadi-la da minha loucura...
Transformar paciente uma calma...
Num embargo de nova aventura.
Tropeçar num amargo de voz...
Reforçar-me na sombra que insiste...
E inventar que já nada de nós...
Se alimenta do que não existe.
Acordar as vontades que passam...
Num caminho que não se desfaz...
Disfarçar sonhos que me ultrapassam...
E acender-me num olhar fugaz.
Renovar-me do que não entendo...
Cultivando no meu resistir...
Que jamais um dia me rendo...
Ao que foi, ao que é...
Ou há de vir !

Alex M

2 comentários:

Luciah López disse...

Resistir as agruras da vida requer um coração assim______________ coração de poeta! Belos versos. Bj,______________________ LL

Alex M disse...

Muito obrigado.
Beijo.

Alex